Constipação intestinal

 

rosilma

 

Dra. Rosilma Gorete Lima Barreto
CRM 2936

 

 

Constipação intestinal, intestino preso, intestino ressecado, intestino lento,… algumas das inúmeras maneiras usadas pelo paciente ao se referir ao seu ritmo intestinal, na imensa maioria das vezes sem entender porque demora tanto ir ao banheiro para defecar se comumente se alimenta de modo “regular”.

Constipação intestinal é definida como uma alteração no funcionamento do intestino com duração mínima de 3 meses onde o paciente poderá ter uma frequência evacuatória menor que 3 evacuações por semana com alteração no ato de evacuar e na qualidade das fezes, ou seja fezes ressecadas com muita dificuldade para expelir as vezes sendo necessário realizar digitação.

A constipação intestinal ocorre mais frequentemente em idosos acamados, mulheres, negros e pessoas de classe social menos favorecida, sua incidência na população norte americana varia de 2 a 27% sendo mais prevalente que a hipertensão e o diabetes. A constipação nos Estados Unidos é responsável por mais 2,5 milhões de consultas ao ano e são gastos anualmente mais de 500 milhões de dólares com laxantes para manuseio da doença.

O que é constipação funcional? É aquela que decorre da ingesta inadequada de água e fibra e da falta de atividade física, sabendo-se que um adulto necessita ingerir em média 25g/dia de fibra e 2 litros d’água/dia, toda vez que tivermos alteração na ingesta destes teremos alteração do nosso ritmo intestinal e poderemos desenvolver constipação intestinal.

Qual a importância da fibra na nossa dieta? A tão propalada fibra por todos da área da saúde é importante porque nós humanos não somos capazes de digerir a maioria das fibras presentes nas frutas verduras e cereais integrais (celulose) deste modo ela permanece no interior do nosso intestino até o momento da eliminação retendo água no nosso bolo fecal tornando-o mais pastoso facilitando o transporte até o reto e a sua posterior eliminação através da defecação. Quando nos deparamos com a necessidade diária de 25g/dia de fibra imaginamos logo, isso é muito fácil, ledo engano comer 25g de fibra por dia é quase uma tarefa hercúlea, basta imaginar que uma laranja com bagaço tem apenas 2,4g de fibra. E tomar dois litros d’água? Isso é possível? Sim, é uma questão de hábito, aos poucos iremos adquirindo hábitos mais saudáveis e adequados.

Será que alguém consegue comer todos os dias as mesmas coisas? Certamente não, a quantidade de fibra necessita ser uma constante, você poderá variar imensamente seu cardápio para evitar a velha desculpa do abusei de comer isso… não consigo mais ver este ou aquele alimento o importante é manter a ingesta diária das 25g de fibras podendo variar bastante o tipo de alimento que irá utilizar para adquirir suas necessárias 25g.

Quando a constipação se torna um problema que necessita do auxílio ou de uma investigação médica? Naquelas pessoas que apresentam mudança brusca no ritmo intestinal sem que tenha realizado nenhuma mudança de hábito alimentar, ingesta hídrica ou introduzindo um medicamento novo na sua rotina, pois muitos medicamentos alteram o funcionamento intestinal nestes casos faz-se necessário que busquemos auxílio de um coloproctologista.

PARTICIPE DO FÓRUM