Condilomas e HPV

Definição

Também conhecidos como verrugas anais, os condilomas são pequenas lesões com formato e aparência de verrugas que podem afetar a pele em torno do ânus, podendo surgir também no interior do canal anal. Outras regiões vizinhas também podem ser afetadas pelas lesões, principalmente a pele da área genital, períneo, nádegas e virilhas.

Causa

Condiloma é considerado uma doença sexualmente transmissível e o agente causador da doença é o Papiloma Vírus Humano, conhecido como HPV (human papilomavirus). Através do contato íntimo e direto pode haver transmissão da doença. Não é necessário haver penetração para o surgimento de lesões no ânus.

Sintomas

O sintoma mais comum é o prurido (coceira), podendo apresentar também sangramento e, mais raramente, dor. O mais provável é que o próprio paciente perceba as verrugas durante a higiene. Entretanto, algumas lesões são muito planas, rasas e não elevadas, podendo passar despercebidas pelo paciente, necessitando da avaliação de um coloproctologista, como no caso das lesões que surgem dentro do canal anal. Neste caso, é de grande importância o exame preventivo da região anal, a ser realizado sempre pelo coloproctologista.

Tratamento

Um pequeno número de verrugas pode ser tratado com sucesso através de aplicação local de medicamentos, tais como o ácido tricloroacético, a podofilina ou o imiquimod. Quando são mais numerosas, geralmente é necessária uma intervenção cirúrgica como a eletrocoagulação sob anestesia.

Importante enfatizar que lesões causadas pelo HPV, quando não tratadas, podem se espalhar ou crescer. Há sempre uma possibilidade de recidiva após o tratamento. Por isto é necessário um controle periódico no consultório do coloproctologista depois de realizado o tratamento.

Condiloma tem alguma ligação com câncer?

Sim. Existem subtipos do vírus que estão direta e claramente relacionados com a ocorrência de câncer na região anal.

Prevenção

O sexo seguro com uso de preservativos e com parceiros de confiança é a melhor prevenção para este problema. Se estiver em tratamento, procure se abster do sexo com o(a) parceiro(a) até que o tratamento esteja concluído. Por segurança, é aconselhável que o(a) parceiro( a) seja também avaliado.

As lesões por HPV não são exclusividade dos órgãos genitais. A região anorretal necessita de igual cuidado através de exames preventivos realizados pelo coloproctologista.

PARTICIPE DO FÓRUM